INtegrantes e colaboradores

Irineu Pereira (In Memoriam)

19264288_1544111795608197_2830532572140433582_o.jpg

Licenciado em violoncelo pela Universidade Federal de São João Del Rei, Irineu Pereira iniciou seus estudos musicais no antigo Coral das Escolas Municipais de Juiz de Fora, onde foi introduzido à pratica do canto ainda em sua infância. Poucos anos depois, Irineu foi apresentado ao violoncelo através do extinto projeto Belgo-Filarmônica. Ali, Irineu teve seus primeiros contatos com o instrumento e, posteriormente, seguiu como instrumentista titular da Orquestra Filarmônica de Juiz de Fora.

De maneira similar, para fortalecer seu currículo como instrumentista de câmara, Irineu integrou diversas formações orquestrais na região de Juiz de Fora, com destaque para o Grupo Sinfonietta, e na região de São João Del Rei, local de sua formação superior.

Além disso, teve vasta experiência no mercado de cerimônias de casamento, tendo integrado diversos grupos nas cidades de Juiz de Fora, São João Del Rei, Lavras e Cabo Frio.

Como instrumentista licenciado, Irineu foi professor de diversos alunos nas cidades de Juiz de Fora e Matias Barbosa, possuindo, inclusive, alunos já inseridos em instituições acadêmicas e um estúdio de violoncelos na cidade de Juiz de Fora.

Irineu se dedicou como professor no Conservatório Estadual de Música Haidee França Americano, como violoncelista permanente no Quarteto de Cordas Harmonia4 e como chefe do naipe de violoncelos na Orquestra Juiz de Fora.

Violoncelista

Ana Maria de Oliveira Vieira

WhatsApp Image 2022-08-11 at 14.48.11.jpeg

Ana Maria de Oliveira Vieira é bacharela em violoncelo graduada pela Universidade Federal de Juiz de Fora. É arranjadora e editora de partituras.

Iniciou sua trajetória musical aos 8 anos de idade, tendo o piano como seu primeiro instrumento, sendo estudante do Conservatório Estadual de Música Haidee França Americano na classe da professora Marita.

Em seguida, iniciou seus estudos de violoncelo em 1997 e, em 1998, começou sua trajetória orquestral na Orquestra Sinfônica do Centro Cultural Pró Música na cidade de Juiz de Fora e, posteriormente, no ano de 2000, na orquestra de câmara da mesma instituição, ambas sob a regência do maestro Nelson Nilo Hack.

Em 2009 fundou o Quarteto de Cordas Harmonia 4 com o objetivo de entrar no mercado de música para casamentos e eventos na cidade de Juiz de Fora e região.

Entre 2013 e 2014, foi violoncelista permanente do Grupo Sinfonietta, projeto do violoncelista Irineu Pereira.

No período de 2018 a 2020, foi integrante da Orquestra Juiz de Fora, também como violoncelista permanente.

Atualmente atua como titular da cadeira de violoncelo do Quarteto de Cordas Harmonia 4, além de servir como arranjadora e editora para o grupo.

Violoncelista

João Paulo Faria

IMG_1781- copy.jpg

Violinista juizforano, bacharel em Violino pela UFJF, licenciado em Música, especialista em Educação Musical e Ensino das Artes e mestrando da Universidade Federal de Minas Gerais, iniciou sua vida musical aos 7 anos de idade, quando se preparava para entrar no Conservatório Estadual de Música Haidée França Americano, onde foi iniciado em vários instrumentos e se formou técnico em Piano, paralelo ao curso de Piano, começou o estudo do Violino no Centro Cultural Pró-Música de Juiz de Fora,  nesse período participou de grupos musicais como a Orquestra Mario Vieira e a Orquestra de Violões, do Conservatório, e a Orquestra Escola e a Camerata Jovem, essas, do Centro Cultural Pró-Música, atuou nos dois principais grupos orquestrais dessa mesma entidade, a Orquestra Sinfônica e a Orquestra de Câmara Pró-Música, ambas sob a regência do renomado maestro e músico Nelson Nilo Hack. Participante assíduo do “Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga”, participou de 14 edições do festival, onde teve aulas com ilustres professores, como Edson Queiroz, Leonardo Lacerda, Paulo Bosísio, Mariana Salles e, também maestros, como Sérgio Dias, José Ademar Rocha e Nerisa Aldrighi, participou da 20º edição do “Festivals Européens d’Orchestres de Jeunes” – “Eurochestries”, realizado na França em 2009, onde atuou junto com músicos e regentes de alto nível da Europa e Ásia. Além de atuar em orquestras, realizou trabalhos no teatro e como monitor de violino na Escola de Arte do Centro Cultural Pró-Música e da disciplina “Teoria e Análise Musicais I” no departamento de música da UFJF. Foi professora de música na unidade do Sesc da cidade de Juiz de Fora e chefe do naipe de segundos violinos da Orquestra Juiz de Fora entre 2018 e 2020. Hoje, além de atuar como violinista e violista permanente no Quarteto de Cordas Harmonia4, também é Professor titular de Violino no Conservatório Estadual de Música Haidée França Americano em Juiz de Fora.

Violinista e Violista

João Vitor de Oliveira

20190820_004741000_iOS_edited.jpg

Natural de Juiz de Fora, iniciou seus estudos musicais aos 12 anos de idade no projeto Belgo-Filarmônica da Sociedade Filarmônica de Juiz de Fora, no qual teve o primeiro contato com as práticas de violino e coral. Desde então tem participado de diversos grupos e atividades musicais do município e região.
Para sua formação enquanto músico, fez vários cursos de capacitação, tendo participado de diversas edições da Oficina de Música CINVES (edições de 2004 a 2012), Festival Vertentes Musicais na cidade de São João Del Rei, além de festivais de música coral nas cidades de Juiz de Fora e Rio de Janeiro. Juntamente a isso, como complemento à sua formação, integrou grupos corais, tais como: Coral das Escolas Municipais de Juiz de Fora, Coral Unimed e Coral dos Meninos Cantores da Academia.
Como instrumentista de orquestra, integrou diversas formações na cidade de Juiz de Fora, tendo maior atuação na Orquestra Filarmônica de Juiz de Fora, na Orquestra Sinfônica Mário Vieira, no Grupo Sinfonietta, grupo este no qual foi membro fundador, e sendo músico titular dos primeiros violinos da Orquestra Juiz de Fora entre 2018 e 2020.
Desde o início de sua formação tem participado de trabalhos em cerimônias e eventos na cidade de Juiz de Fora e região. Atualmente se dedica ao Grupo Harmonia 4.

Violinista e Violista

Vivian Vignoli

Vivi.png

Natural de Juiz de Fora, iniciou os estudos de música e violino no ano de 1996 na Escola de Artes Pró-Música com o professor João Carlos Silva e atualmente continua seus estudos do instrumento com o professor Ladislau Brum .

É assídua participante do Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga, pois participou das últimas 15 edições, o que lhe permitiu tocar sob a regência de importantes maestros como Sergio Dias, Nerisa Audrighi, Israel Menezes e Erivaldo Fraga . Além de ter tido aulas com os renomados professores Edison Queiroz , Mariana Sales, Leonardo Lacerda, Aureliano Araujo, Marco Dan, além de ter  participações em algumas edições de Master Class com o professor Paulo Bosisio.

No ano 2001 entrou para orquestra de Câmara Pró-Musica sob regência do maestro Nelson Nilo Hack . Em 2007 começou o trabalho como monitora de violino na Escola de Artes Pró-Música. Em 2009 participou, como instrumentista da Orquestra de Câmara Pró-Música, do Festival de Orquestras Jovens, Eurochestries, realizado na França durante o mês de Julho. Entre os anos de 2018 e 2020 foi violinista permanente do naipe de segundos violinos da Orquestra Juiz de Fora.

Sua sólida formação tem reflexo nos vários trabalhos que tem feito junto a diferentes grupos, tanto de música erudita quanto popular. Atualmente ocupa o cargo de 2º violino no Quarteto de Cordas Harmonia 4. Tem feito inúmeros trabalhos em Juiz de Fora e região, além de participações em shows de rock com bandas como   Ruanitas (RJ),Artika (BH) , Trafico de Rock ( JF) e Banda TresDias( JF).

Violinista

Jhonata Lino Machado

Jhonata.jpg

Iniciou estudos em violino aos 10 anos de idade no Projeto Orquestra Escola, organizado pela Scala Escola de Música e Filarmônica de Juiz de Fora como violinista. Juntamente a isso, como complemento à sua formação, fez parte de diversas formações corais, entre elas: Coral das Escolas Municipais de Juiz de Fora, Coral dos Meninos Cantores da Academia, Coral Scala, Coral Cesama, Coral Unimed, entre outros.

Ainda como  violinista, fez diversos cursos de capacitação, com destaque para o curso CINVES, realizado em Juiz de Fora. Jhonata teve mais de 10 participações tendo sido aluno de diversos professores reconhecidos nacionalmente.

Em 2010, passou a adotar como instrumento principal a viola de arco e, desde então, tem se dedicado exclusivamente a este instrumento, apesar de ainda ser hábil violinista.

Atualmente é estudante de música na Universidade Federal de Minas Gerais, integrante do naipe de violas da Orquestra Sinfônica de Betim e violista no Quarteto Harmonia 4.

Violista